Ir para o conteúdo

Os meses de inverno em Mato Grosso não são de frio, mas de tempo muito seco. As queimadas em lavouras podem ocorrer e os trabalhadores das propriedades rurais devem estar preparados para lidar com a situação emergencial. Por isso, a Bom Futuro realizou no início de julho um treinamento para os pilotos agrícolas da empresa para auxiliarem nas operações nas fazendas e também em locais do município onde houver necessidade.

foto: dialogonline

“O grande diferencial entre a operação agrícola e a operação de incêndio é a necessidade do piloto entender o trabalho em equipe. Na agricultura, ele está sozinho pulverizando a lavoura, no incêndio ele é uma ferramenta de apoio que vai auxiliar a equipe em terra no combate efetivo”, explica Astor Schlindwein, piloto agrícola e instrutor de voo.

O treinamento dá mais segurança e eficiência nas operações com utilização de aeronaves nas propriedades rurais da Bom Futuro. De acordo com o gerente de Inovação Digital e Planejamento Agrícola, David Mendes, após este treinamento os pilotos estão aptos a operar em qualquer condição de emergência de incêndio.

Custo da pecuária leiteira sobe 11,49% no 1º semestre de 2021

“Entramos em um período muito seco no estado e a atenção tem que ser redobrada neste sentido para estarmos protegendo vidas”, diz. Mendes também frisa que as aeronaves agrícolas estão preparadas para o combate a incêndios com equipamentos próprios para esta finalidade.

O instrutor Schlindwein, que juntamente com Mônica Sarmento ministrou o curso, reforçou a importância da capacitação. “São pilotos extremamente experientes e habituados a voar nas dificuldades com cargas restritas. Então, com esta capacitação breve eles já conseguem uma grande precisão como piloto de combate a incêndio”.

Paulo França, piloto agrícola da Bom Futuro e aluno do curso de capacitação, reforça a necessidade de adquirir novos conhecimentos. “O agronegócio também deve se preparar para estas situações e capacitar seus pilotos. Eu só tenho a agradecer a iniciativa e a confiança da Bom Futuro em nosso potencial”, finaliza.

Por Camila Bini, Dialogonline.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: