Ir para o conteúdo

No Sítio “Deus Me Deu”,  no PA (Projeto de Assentamento) Nova Aliança em Gaúcha do Norte – MT, uma área até pouco tempo ocupada por mandioca, agora começa a dar espaço para uma cultura que nos últimos anos vem sendo um novo motor de desenvolvimento para o Médio Araguaia e Xingu, o gergelim.

Manejo do Gergelim será objeto de Pesquisa da Aprosoja em Canarana

Na propriedade, os agricultores familiares Ambrolino da Silva e Marcilei dos S. O. da Silva, semearam as primeiras sementes no último domingo (21/02) e já é possível observar as carreiras verdes na área de um hectare. “Para este ano plantamos nessa área, mas já temos a pretensão de aumentar no ano que vem, estamos muito animados”, disse Marcilei Xirú, como é conhecida. A plantação faz parte de um projeto pela Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural) que já vem sendo desenvolvido com sucesso pela instituição no município vizinho de “Gaúcha”, Canarana – MT.

A família de Marcilei, que vive de rendas das funções de serviços gerais do marido e de confeiteira de esposa, enxerga no gergelim uma oportunidade de aumento da renda. “É uma coisa que eu com a ajuda das minhas duas filhas mais velhas conseguimos cuidar, quando meu esposo está fora. Elas me ajudam em tudo, na produção dos produtos de confeitaria, bolos, bolachas, pães e agora também com o gergelim”, complementou.

Questionada pela AGRNotícias sobre o que motivou a família a investir na cultura, a produtora pontuou: “apostamos no gergelim pelo fato das áreas serem pequenas aqui no Assentamento, termos pouco recurso para investir na preparação da terra e devido o gergelim gastar pouco com isso e ter um prazo curto desde o plantio até o cultivo”.

Safra 2021

Para esta safra de 2021, oito pequenos produtores do Assentamento Nova Aliança estão apostando na cultura com cerca de 28 hectares no total.

O projeto tem a orientação da Empaer de Canarana. As sementes foram doadas aos assentados através da Embrapa. O plantio que iniciou no domingo, deve se estender por cerca de ainda três dias. O plantio é mecânico, realizado com trator e plantadeira e a colheita será manual.

No projeto, toda a produção do Assentamento será vendida a LC Sementes, conforme valor já combinado em contrato, a empresa é certificada pelo Ministério da Agricultura. “Estamos pesquisando o gergelim a cerca de sete anos e a dois anos estamos produzindo sementes fiscalizadas, esse projeto da agricultura familiar tem dois objetivos, um é o de produzir uma semente com maior qualidade e o segundo é o do gênero orgânico. Temos uma grande demanda de gergelim orgânico então estamos dando o primeiro passo para começar esse projeto que é um futuro muito promissor”, apontou o proprietário da empresa, Leandro Loder.

Por Cely Trevisan, para a AGRNotícias.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: