Ir para o conteúdo

A Polícia Civil de Mato Grosso prendeu um possível estelionatário neste sábado, 22. Segundo as autoridades, o suspeito teria usado documentos falsos para se passar por cliente de uma empresa de insumos agropecuários. No golpe, ele adquiriu o equivalente a R$ 112 mil em insumos.

De acordo com a investigação da delegacia de Confresa, onde o crime aconteceu, o suspeito possui conhecimento técnico de informática e se aproveitou disso para aplicar o golpe, assumindo a identidade de um fazendeiro da região. “Para consumar o crime, ele usou documentos falsos e aparelho telefônico com a tecnologia VolP com intuito de tentar dificultar o trabalho da polícia”, diz.

Durante as diligências os policiais civis conseguiram localizar o autor do crime de estelionato, em uma propriedade na zona rural de Confresa. Com ele, os investigadores localizaram a carga dos produtos obtida por de forma ilícita. No local foram apreendidas duas espingardas, munições, entre outros objetos.

Zoneamento deve travar logística de Mato Grosso e impedir crescimento do Estado

O suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de estelionato e posse ilegal de arma de fogo. O delegado de Confresa, Matheus Soares Augusto, conta que o investigado já tentou aplicar outros golpes em outras empresas da cidade, mas foi impedido pelos policiais civis.

“Com mais essa prisão, a Delegacia de Polícia de Confresa contabiliza o saldo de cinco estelionatários presos em situação de flagrante somente neste mês de maio”, destaca o delegado.

Por Canal Rural.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: