Ir para o conteúdo

Com o fim da safra 20/21 se aproximando e a temporada de chuvas dada como encerrada no Mato Grosso, os índices pluviômetros acumulados de setembro de 2020 a maio de 2021 apontam uma disparidade de chuvas entre regiões próximas e ainda, uma safra marcada por grandes períodos de estiagem.

Levantamento realizado pela AGRNotícias, com base em dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), através das estações convencionais em Nova Xavantina – MT e em Canarana – MT, e, em Agua Boa – MT com base nos dados de Adelir Uebel, mostra mês a mês as precipitações na região.

O esperado, conforme apontam agrônomos e produtores, é que uma temporada de chuvas na região, acumule em torno de 1.800mm. Esse patamar, com base na tabela acima, só foi atingido em Canarana, embora no município, tenham sido registrados disparidades entre regiões próximas e em meses consecutivos, com registro de até 20 dias de estiagem.

Colheita do milho se inicia em áreas pontuais e só deve ganhar força em junho

Em Água Boa, o colaborador Adelir Uebel, que registra dados pluviométricos desde 1997, apontou que as chuvas ficaram abaixo do esperado em relação a média histórica. Dos três municípios com dados meteorológicos disponíveis, Nova Xavantina foi o que registrou o menor acúmulo na safra.

Os longos períodos  de estiagem, somados a irregularidade das chuvas, a disparidade de precipitação em um mesmo município, foram responsáveis pela queda de produtividade da soja e do milho em algumas áreas do Médio Araguaia. Conforme a Clima Tempo, não há previsão de chuvas para os próximos 15 dias em toda a região, denotando que a temporada da chuva, realmente tenha chegado ao fim.

Por AGRNotícias, com a colaboração de Inácio Roberto.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: