Ir para o conteúdo

Publicidade.

A estiagem que afetou Rio Grande do Sul, Santa Catarina e, especialmente, Paraná, além de Mato Grosso do Sul, bem como o excesso de umidade no maior produtor de soja do país, Mato Grosso, reduziram as estimativas de produção do grão nesta safra 2021/22. O último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), por exemplo, estima colheita em 122,7 milhões de toneladas. As principais consultorias que operam no Brasil, assim como o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), apontam praticamente o mesmo cenário.

Foto: Pixabay

Desta forma, a quebra é de, aproximadamente, 20 milhões de toneladas em comparação aos números estimados no início do ciclo. No entanto, a pujança do grão no país parece ser à prova de abalos. Prova disso é que o último balanço do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que 2.388 municípios brasileiros produzem soja, nada menos do que 42,8% dos 5.568 totais.

Curso do Senar-MT em parceria com Sindicato Rural de Canarana capacitou 15 novos agentes sanitários em saúde animal

Diante disso, vale um raio X dos principais produtores da oleaginosa do país. Aliás, grande parte tem na soja a principal atividade econômica, o que mostra como o agronegócio serve, também, para pulverizar o desenvolvimento brasileiro. Veja o Top 10:

Maiores municípios produtores de soja – em toneladas

1. Sorriso (MT) – 2.283.300
2. Formosa do Rio Preto (BA) – 1.619.930
3. São Desidério (BA) – 1.462.200
4. Nova Ubiratã (MT) – 1.449.360
5. Nova Mutum (MT) – 1.433.850
6. Rio Verde (GO) – 1.404.000
7. Campo Novo do Parecis (MT) – 1.377.060
8. Sapezal (MT) – 1.288.320
9. Diamantino (MT) – 1.181.952
10. Querência (MT) – 1.170.000

Por Victor Faverin, de São Paulo.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: