Skip to content
Produtores de soja de Mato Grosso não querem ter surpresas com os custos da próxima safra, que será plantada a partir de setembro e, por isso, já estão antecipando a compra de insumos. Pelo menos 80% dos produtos usados na lavouras já foram comprados no estado este ano. De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), o índice de compra é 10% maior que em relação ao mesmo período do ano passado. Para pagar os custos da lavoura, que envolvem a compra de sementes, fertilizantes, defensivos, os produtores de soja de Mato Grosso investiram em média R$ 2.380 por hectare para próxima safra de soja, valor próximo dos R$ 2.302 do ano passado.

Previsão é que área com soja em Água Boa aumente 5% na próxima safra

Se o custo é estável, o valor da saca está bem maior. Atualmente, o preço médio da saca de 60 kg no estado é de R$ 89. Em junho de 2019, era R$ 64. Com isso, os agricultores estão aproveitando o momento para vender a safra que ainda nem foi colhida. Quase metade da produção prevista em Mato Grosso já foi vendida. Em outros anos, este índice não passava dos 20%. Por G1MT. Goto: AGR.

Deixe seu Comentário





Scroll To Top