Skip to content

Na última quarta-feira (27/05), foi assinado o termo de colaboração para uma parceria público-privada, conhecida como PPP Social, entre o Governo do Estado de Mato Grosso, através da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e a Associação de Manutenção e Extensão da MT-129 (AMEX MT-129), para pavimentar 39,042 Km da MT-129 (de Gaúcha do Norte – MT sentido Paranatinga – MT). 

Foto Ilustrativa.

A extensão total da rodovia é de pouco mais de 118 km (cerca de 80 em Gaúcha do Norte e o restante no município de Paranatinga). Em entrevista à AGRNotícias, o presidente da Amex MT-129, Ari do Prado, apontou sobre o andamento dos trabalhos e sobre a estimativa de pavimentar os primeiros 15 km até novembro de 2020. Já o restante do primeiro trecho, de um total de três, até novembro de 2021.

“Nós já estamos com engenheiro contratado, pessoal da topografia e da frente de obra já está alinhado. A estimativa é fazer 15 km este ano saindo de Gaúcha do Norte. Na parceria do governo para este ano, vão ser pagas as prestações para fazer 10 km, e a gente vai contar com os produtores rurais e população em geral, para arrecadar esse dinheiro e conseguir fazer mais cinco quilômetros. A intenção nossa é finalizar o primeiro trecho com os 39,042 km em novembro de 2021”, disse.

Para a pavimentação deste trecho, serão investidos cerca de R$ 32 milhões, sendo R$ 27 milhões repassados pela Sinfra e R$ 4,9 milhões pela Associação. Na parceria, o Governo do Estado vai custear 85% da obra e a Amex MT-129 os outros 15%. “Temos ouvido bastante sobre a questão de que nós já pagamos impostos demais e é obrigação do Governo fazer esse asfalto”, afirmou Ari.

“Este asfalto é um jeito desse imposto que a gente paga voltar para nós. Nós vamos entrar com uma taxa de 15% e vamos pegar 85%. São 27 milhões que Gaúcha do Norte vai pegar de imposto que foi pago. Vamos tirar um pouco do bolso, mas vamos pegar um tanto de volta e se não fizermos isso, nós vamos ficar sem asfalto e nosso imposto vai de todo jeito”, pontuou Ari que está a frente da Amex MT-129 desde outubro de 2019.

Parceria

A assinatura do convênio vem após anos de luta. Em 2016 foi elaborado um projeto de pavimentação da MT-129 pelo Governo do Estado. Posteriormente veio a dificuldade financeira que assolou diversos Estados da federação, assim como Mato Grosso, deixando a pavimentação da rodovia no esquecimento, assim como em muitos lugares do estado.

Com a idealização de parcerias público-privada lançadas pelo Governo de Mato Grosso, a antiga diretoria da Amex visualizou a oportunidade e encaixou o projeto de pavimentação da MT-129. Nesse contexto, veio a readequação do primeiro trecho onde produtores colaboraram para custear o valor de R$ 120 mil reais. Na época, membros da associação visitaram obras feitas no modelo de parceria entre estado, produtores, empresários, população e com pedágio correndo.

Ari do Prado na cerimônia de assinatura do convênio – Foto por Mayke Toscano Secom-MT

“Participar dessa assinatura é uma satisfação, porque é uma coisa que foi batalhada, e dia a dia, é muito documento, é muita burocracia. São coisas novas que não estão no domínio da gente. Também sou produtor rural como qualquer um e senti muita firmeza no governador quando ele garantiu esse recurso. Falou forte junto com o secretário Marcelo (Sinfra) que o dinheiro está na conta. É uma obra que vai ser boa para Gaúcha, para a população em geral. Mas, para isso precisamos do apoio público, produtores, empresários, sociedade em geral, é uma coisa para o bem do município e das pessoas”, disse Ari.

Arrecadação

“Fizemos uma reunião e decidimos arrecadar uma (1) saca de soja por hectare da lavoura e meia (1/2) saca de soja do pessoal da pecuária. Para as demais classes é complicado colocarmos um valor. Agora que estamos com a parceria assinada, vamos visitar o comércio, as empresas (já visitamos algumas), e os produtores rurais. Já fizemos uma lista e já tem uma pré conversa. Esperamos assinar o convênio para começarmos de fato a fazer a arrecadação para a obra”, apontou Prado.

“Tivemos problemas de Recuperação Judicial (RJ) aqui no município e que vai atrapalhar um pouco. Tínhamos produtores que iam nos ajudar e agora não vão conseguir, mas acreditamos que vamos conseguir arrecadar o montante e fazer a obra. Se cada um colaborar um pouco, vamos conseguir”, complementou Ari.

A associação conta com a colaboração de todos, produtores, moradores, empresários para a obra se concretizar. O escritório da Associação fica localizado na Avenida Marechal Cândido Rondon, próximo a Plantagro.

Impacto no desenvolvimento

Diversos fatores estão atrelados à ligação asfáltica: valorização de terra, frete com tabela, produtos que podem chegar com menor preço no município, qualidade de vida, diminuição da poeira na entrada da cidade por Paranatinga, e outros.

“Tem empresa de recebimento de soja que já tem lote comprado, que ainda não construiu armazém porque não tem asfalto. Na seca é poeira, na chuva atoleiros. Então chegou o asfalto. Muitas empresas vão investir em nossa cidade e vamos presenciar um grande desenvolvimento. Isso é um exemplo que eu acredito e falo, temos que cuidar de estradas, saúde e educação. Tendo estrada, o resto vem por conta”, disse o presidente da Amex MT -129.

Outros dois trechos

O objetivo da parceria é não parar a obra, pavimentar os 118 km da rodovia e trazer a primeira ligação asfáltica para Gaúcha do Norte. “A conversa com a Sinfra é de que nós já vamos buscar a readequação do segundo trecho. Vamos aproveitar que estamos no embalo e vamos mandar readequar o segundo trecho que é mais 39,04 km e ano que vem quando a gente terminar esse primeiro trecho nós já estejamos com tudo documentado, empenhado, no edital do Sinfra para já dar início ao segundo trecho e depois o terceiro trecho. Nesse meio tempo teremos eleição para o governo, mas acredito que dado o pontapé inicial e a obra transcorrer como tem que ser, não tem motivo para parar nossa obra”, finalizou o presidente da Associação.

Por Cely Trevisan, de Gaúcha do Norte, para a AGRNotícias.

Deixe uma resposta

Scroll To Top
%d blogueiros gostam disto: