Ir para o conteúdo

Mato Grosso registra novo recorde no esmagamento de soja

Publicidade.

O mês de maio de 2024 registrou um recorde histórico no esmagamento de soja. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), o volume processado atingiu 1,16 milhão de toneladas, um aumento de 2,69% em relação a abril de 2024 e um impressionante crescimento de 20,24% em comparação com maio do ano passado. O aumento no esmagamento reflete a robustez e a eficiência crescente das indústrias do estado. Em maio, o volume de soja processado representou 95,53% da capacidade estática das plantas industriais de Mato Grosso, demonstrando uma utilização quase máxima das instalações disponíveis.

Foto: Pixabay

No acumulado do ano, de janeiro a maio de 2024, o total esmagado chegou a 5,41 milhões de toneladas. Este número representa um incremento de 14,45% em comparação com o mesmo período de 2023. Esse crescimento é atribuído à ampliação da capacidade estática das indústrias e ao aumento na demanda por coprodutos de soja, especialmente o farelo de soja, que tem sido altamente procurado para exportações.

ALMT proíbe exploração de gás que pode prejudicar meio ambiente e saúde humana

As exportações de farelo de soja de janeiro a maio de 2024 somaram 3,31 milhões de toneladas, registrando um aumento de 4,93% em comparação com o mesmo período do ano anterior. A crescente demanda internacional por farelo de soja tem sido um fator crucial no desempenho positivo das indústrias do estado.

Adicionalmente, a margem bruta das indústrias de esmagamento de soja em Mato Grosso também apresentou crescimento. Em maio de 2024, a margem bruta fechou em R$ 341,49 por tonelada, representando um aumento de 8,36% em relação ao mês anterior. Este dado destaca a lucratividade e a competitividade da indústria de esmagamento de soja no estado.

Por AGROLINK – Aline Merladete.

Deixe uma resposta

Role para cima