Ir para o conteúdo

Produtores rurais da região Médio Norte de Mato Grosso, especialmente dos municípios de Sorriso e Ipiranga do Norte, suspeitaram durante esta safra de soja de uma nova doença nas lavouras. De acordo com os relatos, a suposta doença ocasionava a abertura das vagens e apodrecimento dos grãos.

Chuva não deve dar trégua na próxima semana no Médio Araguaia

Fiscais engenheiros agrônomos do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT) foram a campo em fevereiro para verificar as informações e fazer análises comprobatórias. Nas amostras analisadas no laboratório de sanidade vegetal do Instituto, não foram encontrados resultados que indiquem que a anomalia seja ocasionada por fatores bióticos, ou seja, organismos vivos.  

Foram detectados os fungos Colletotrichum truncatum, Phomopsis sojae, Fusarium semitectum nas vagens e nos grãos, além destes, o fungo Rhizoctonia solani. Porém, os microrganismos identificados tratam-se de patógenos endêmicos, ou seja, doenças comuns no cultivo das lavouras de soja no Estado como causadores das doenças de final de ciclo, não sendo provavelmente a causa principal da anomalia constatada pelos produtores.

O Indea MT continuará o trabalho de acompanhamento das análises realizadas pelas entidades de pesquisa, bem como o monitoramento das áreas de ocorrência.

Por Indea.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: