Ir para o conteúdo

Publicidade.

O estudante Vittorio Furlan Vieira, de 18 anos, que foi repreendido pelo professor depois de defender o agronegócio durante palestra da líder indígena Sonia Guajajara em uma escola de São Paulo, foi homenageado durante o evento Acricorte, realizado em Cuiabá (MT), nesta quinta-feira (15).

O estudante foi convidado a conhecer Mato Grosso e receber a homenagem daAssociação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), organizadora do evento, pela atitude tomada durante a palestra.

Foto: Jefferson Eduardo/Acrimat

Durante a abertura do encontro , que reuniu pecuaristas e especialistas do setor, a diretora da Acrimat, Maria Ester Fava, elogiou a coragem do jovem de rebater as declarações feitas pelo professor e pela líder indígena em relação ao agronegócio.

Foto: Jefferson Eduardo/Acrimat

“Gostaria que todos os jovens tivessem a coragem que você teve, de se levantar e tomar a rédea da situação e transformar nosso agro no que ele é de fato. De falar a verdade que vivemos. Que tenhamos mais ‘Vittorios’ em nosso meio e fora dele. Precisamos conseguir levar o agro para a cidade. E o Vittorio fez isso. Nossos agradecimentos a você, que orgulho”, disse a diretora.

Comissão da câmara aprova isenção de ITR para imóveis com mais de 30% de reserva ambiental no seu território

Vittorio agradeceu pelo reconhecimento e disse ter ficado muito feliz pelo convite de viajar a Mato Grosso. Ele ressaltou que, por vir de uma família de produtores rurais, tem a obrigação de restabelecer as verdades sobre o agronegócio.

“Quero agradecer o convite. Fico muito honrado de fazer parte desse meio e conhecer o agro, que move o Brasil. Podem ter certeza de que nunca vou parar de defender o agro, pois isso é o certo para mim”, finalizou o estudante que foi aplaudido de pé por centenas de produtores rurais presentes.

Por Canal Rural.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: