Ir para o conteúdo

Os produtores dos municípios do Médio Araguaia enviaram para abate em 2020, cerca de 323.370 bovinos, uma redução de 7,7% em relação ao anos anterior, quando foi registrado o envio de 350.813 animais para os frigoríficos. A informação é da regional do Indea (Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso) em Àgua Boa-MT.

Vacinação contra a febre aftosa será mantida em 2022

A regional compreende os municípios de Água Boa, Campinápolis, Canarana, Cocalinho, Gaúcha do Norte, Querência, Nova Nazaré, Nova Xavantina e Ribeirão Cascalheira. O campeão de abates foi Água Boa com envio de 78.820 cabeças, seguido por Nova Xavantina, com 54.322 cabeças, Canarana, com 41.927 cabeças e Querência, com 37.537 animais. A média mensal de abates em 2020 ficou em 26.900 animais na região, contra 29.200 de 2019.

Foto: Governo de Mato Grosso

A queda no abate de gado se deve exclusivamente a pandemia do coronavírus, que enfraqueceu a economia aumentou a taxa de desemprego. O reflexo pandêmico fica claro quando verificado o fluxo de animais em alguns meses. Em março/20, quando a Covid-19 começou a dar as caras de forma incisiva no país, os produtores da região enviaram 19.264 animais para abate, uma queda de 32% em relação ao mês de fevereiro. Em abril, quando a pandemia foi declarada e os protocolos de isolamento entraram em vigor, o número de envios para abate caiu ainda mais, para 13.265 animais.

Por AGRNotícias, com informações de Inácio Roberto.

3 comentários

  1. […] Envio de bovinos para abate cai 7,7% em 2020 no Médio Araguaia […]

  2. […] Envio de bovinos para abate cai 7,7% em 2020 no Médio Araguaia […]

  3. […] LEIA MAIS – Envio de bovinos para abate cai 7,7% em 2020 no Médio Araguaia […]

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: