Ir para o conteúdo

A chuva não tem dado trégua nos últimos dias em todo o Centro Oeste e em várias outras partes do país, mas a colheita de soja 20/21 começou a se intensificar no Brasil a dentro. Em Mato grosso, por exemplo, conforme último relatório emitido pelo Imea (Instituto mato-grossense de Economia Agropecuária) no dia 19/02, o avanço semanal da colheita da soja foi de 12.25 pontos percentuais, atingindo 34,51% da área prevista.

Contudo, mesmo com a colheita ganhando um pouco mais de velocidade, as dificuldades logísticas são uma preocupação a mais para os produtores. Além de filas de caminhões em algumas estradas nacionais – como nas de Itaituba (PA), (que têm acesso ao porto paraense de Miritituba) e na BR-158, em que centenas de carretas ficaram atoladas (e que escoa parte da produção do Vale do Araguaia) – agentes consultados pelo Cepea  relatam também filas de navios também nos portos brasileiros.

Pecuarista se destaca em Canarana, onde concorrência com soja é “quase desleal”

Muitos sojicultores têm pressa em colher a oleaginosa, com o objetivo de conseguir cumprir os contratos. Conforme a Cepea Esalq, as tradings, por sua vez, estão atentas ao recebimento da soja contratada dentro do prazo – atrasos nas entregas podem limitar os embarques e resultar em multas nos carregamentos portuários. Com isso, a logística para março já está comprometida, e grande parte dos agentes mostra interesse em negociar a soja com entrega apenas a partir do segundo trimestre deste ano.

Mesmo com o avanço, a colheita em Mato Grosso está 38,66p.p. atrás do percentual medido na mesma época da safra 19/20. A causa desse atraso está na falta de chuvas em outubro e novembro de 2020, que demoraram para precipitar na região e no excesso de chuvas em fevereiro que atrapalham a entrada das colheitadeiras no campo.

Por AGRNotícias, com informações do Cepea e Imea.

1 comentário

  1. […] Colheita da soja começa a avançar, mas dificuldades logísticas preocupam […]

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: