Ir para o conteúdo

Há produtores rurais que herdam o conhecimento do campo com a sucessão familiar e há aqueles como o Ari Antônio Soares que, em 2016, decidiu trocar a profissão de operador de máquinas para empreender na cadeia produtiva do leite. Em quatro anos, o produtor passou a ser uma referência na região de Itiquira-MT, após seguir as orientações da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT).

Ele e a esposa Cristina Vieira são proprietários do Sítio Nossa Senhora Aparecida e viram a situação melhorar somente a partir de 2018, quando passaram a ser assistidos pela ATeG, por meio do Programa Senar Tec Leite Comajul. Em dois anos houve aumento na produção de 52l/dia para 196l/dia e redução no custo de produção, alcançando margem líquida de R$0,56/l.

“Antes não sabíamos nada sobre manejo, o dinheiro que sobrava era só para comprar ração. Agora, todo mês seguimos as orientações do técnico de campo credenciado junto ao Senar-MT, fazemos os investimentos que eles recomendam e assim tomamos gosto pelo campo”.

Ari Antônio Soares é produtor de leite em Itiquira

Sob a orientação técnica, o produtor concluiu os cursos de Inseminação Artificial, Associativismo e Cooperativismo do Senar-MT, substituiu utilitários por animais de produção, construiu uma sala de ordenha com fosso, implantou ordenha mecânica e instalou um resfriador na propriedade, o que reduziu custos com transporte.

É por meio das orientações técnicas gratuitas que a Assistência Técnica e Gerencial do Senar-MT contribui para o desenvolvimento do agronegócio em Mato Grosso. Com cinco anos de atuação, o Programa atualmente atende cerca de 400 propriedades em 24 municípios do Estado.

Segundo o coordenador da ATeG, Armando Urenha, a meta é auxiliar o processo de tomada de decisão dos produtores rurais. “Queremos expandir de maneira que os nossos atendimentos durem de dois a três anos – conforme a cadeia produtiva – e que o produtor tenha condições de tomar as melhores decisões para a sua propriedade”.

Ao todo, cinco cadeias produtivas são assistidas: Gado de Leite, Gado de Corte, Olericultura, Fruticultura e Piscicultura. Cada um dos 18 técnicos de campo credenciados junto ao Senar-MT analisa os casos individualmente e foi essa característica que ajudou o produtor Leandro Almeida dos Santos.

Produtor de Canarana investe na cultura da uva e colhe primeira safra em agosto

Pecuarista na região do Pantanal, Leandro afirma que a produtividade da sua fazenda atingiu a marca de 83%, superior ao dobro da média da região que é 40%. “Já estávamos fazendo modificações e após as sugestões dos técnicos do projeto vimos que trilhávamos o caminho certo”.

Dentre as dicas recebidas estiveram investimentos em construir novas cercas e mais divisões de pasto, melhorar a qualidade da água e mudar o tipo do gado fazem parte da lista de mudanças na propriedade. “Não existe milagre, tudo é suado, mas aplicando conhecimento, trocando ideia e investimento no local correto, os resultados vão melhorar”.

Adaptações – Mesmo em meio às ações de combate e prevenção à Covid-19, os acompanhamentos continuam, porém de forma remota, para respeitar o distanciamento social e as restrições de cada município.

Após esse período de pandemia, o objetivo é ampliar a atuação do projeto. “Por enquanto mantemos essas cinco cadeias produtivas, mas para o ano que vem, pretendemos expandir a assistência técnica para mais municípios que apresentarem demanda”, explica Armando.

Dia do Produtor Rural – No dia 25 de julho é comemorado o Dia do Produtor Rural. Para marcar a data simbólica, o Núcleo de Comunicação e Marketing do Sistema Famato elaborou uma série de matérias, posts para as redes sociais e um vídeo institucional que irão circular até o dia 31 de julho.

O objetivo é reforçar a importância dos produtores rurais que, mesmo diante de incertezas e dificuldades, não param. Faça chuva ou faça sol, feriado ou final de semana, alimentar o futuro em busca de dias melhores é o que move todo produtor rural.

Parabéns a todos os produtores rurais por este e por todos os outros dias!

Fonte: Assessoria de Imprensa/Senar-MT

2 comentários

  1. […] Assistência técnica melhora tomada de decisão de produtores rurais em MT […]

  2. […] Assistência técnica melhora tomada de decisão de produtores rurais em MT […]

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: