Ir para o conteúdo

Publicidade.

A área semeada com algodão em Canarana-MT na atual safra superou os 14 mil hectares entre cinco produtores. O maior deles é a fazenda Cocal, com mais de 12 mil. Os outros dois mil hectares estão divididos entre quatro produtores. Já no Vale do Araguaia, a estimativa é que a cultura tenha alcançado 40 mil hectares. As informações são de Rodrigo Piccinini, sócio proprietário da Meta, que também planta e beneficia algodão.

Algodão; Foto – AGR.

Conforme Piccinini, o potencial de Canarana e da Região do Vale do Araguaia e Xingu para a cultura são muito grandes. “Hoje temos tudo para aumentar a produção. Temos boas áreas, temos crédito, temos algodoeira, temos prestadores de serviço de máquinas, temos insumos. Nossa região está pronta e é só embalar agora”, disse.

LEIA MAIS – Região de Canarana quer se tornar referência nacional na produção de algodão orgânico

LEIA MAIS – Produção de algodão orgânico na região de Canarana deve gerar quase um milhão de reais para os pequenos produtores

Para Rodrigo, em cinco anos o município deverá ter uma área superior a 20 mil hectares com algodão, sendo que metade disso estará nas mãos de pequenos produtores. Essa cadeia sozinha, com essa área, acredita ele, vai gerar mais de 500 empregos diretos. “O algodão é uma cultura que requer bastante investimento, mas também gera grande valor de produção e empregos, trazendo desenvolvimento para as cidades com essa aptidão”, finalizou.

Rodrigo Piccinini na lavoura de algodão da Meta em Canarana; Foto – Divulgação.

Por Rafael Govari para AGRNotícias.

Deixe uma resposta

Role para cima
%d blogueiros gostam disto: